domingo, 26 de abril de 2015

O SERMÃO DA MONTANHA

Lucas 6,17 
E descendo com eles , parou num lugar plano , e também um grande número de seus discípulos , e grande multidão de povo de tôda a Judéia , e de Jerusalem , e da cidade marítima de Sidon, Os quais tinham vindo para ouvir e serem curados das suas enfermidades , como também os atormentados dos espíritos imundos; e eram curados.E toda a multidão procurava tocar-lhe , porque saia dele virtude e curava a todos. 

E levantando ele os olhos para os seus discípulos dizia : Bem-aventurados vós , os pobres , porque vosso é o reino de Deus. 

Bem-aventurados vós que , que agora tendes fome , porque sereis fartos.

Bem-aventurados vós que agora chorais , porque haveis de rir.

Bem-aventurados sereis quando os homens vos aborrecem e quando vos separem , e vos injuriarem e rejeitarem o vosso nome como mau , por causa do filho do Homem. 

Folgai nesse dia , e exultai; porque eis que é grande o vosso galardão no céu , pois assim faziam os seus pais aos profetas. 

Mas ai de vós , ricos ! porque já tendes vossa consolação. 

Ai de vos os que estais fartos , porque tereis fome . Ai de vos , os que agora rides , porque vos lamentareis e chorareis. 

Ai de vos quando todos os homens de vós disserem bem , porque assim faziam seus pais aos falsos profetas.

Mas a vós que ouvis , digo : Amai a vossos inimigos , fazei bem aos que vos aborrecem; 

Bendizei os que vos maldizem , e orai pelos que vos caluniam. 

Ao que te ferir numa face , oferece-lhe também a outra ; e , ao que te houver tirado a capa , nem a tunica recuses;

E dá a qualquer que te pedir ; e , ao que tomar o que é teu , não lho tornes a pedir. 

E como vos quereis que os homens vos façam , da mesma maneira lhes fazei vós também.

E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis ? Também os pecadores fazem o mesmo. 

E se emprestardes aqueles de quem esperais tornar a receber , que recompensa tereis ? Também os pecadores emprestam aos pecadores para poder receber outro tanto. 

Amai pois a vossos inimigos , e fazei bem , e emprestai , sem nada esperardes , e será grande o vosso galardão , e sereis filhos do altíssimo , porque Ele é benigno até para os ingratos e maus. 

Não julgueis e não sereis julgados, não condeneis , e não sereis condenados , soltai e vos soltar-vos-ão. 

Daí , e ser-vos-á dado ; boa medida realçada , sacudida e transbordando , vos deitarão no vosso regaço ; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. 

E dizia-lhe uma parábola : Pode porventura o cego guiar o cego ? Não cairão ambos na cova ? 

O discípulo não é superior a seu mestre , mas todo o que for perfeito será como o seu mestre. 

E porque atentas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu próprio olho ? 

Ou como podes dizer a teu irmão : Irmão , deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho , não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho ? Hipócrita , tira primeiro a trave do teu olho , e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho do teu irmão. 

Porque cada árvore se conhece pelo próprio fruto ; pois não se colhem figos dos espinheiros , nem vindiman uvas dos abrolhos. 

O homem bom do bom tesouro do seu coração tira o bem , e o homem mau do mau tesouro do seu coração tira o mal , porque da abundância do seu coração fala a boca. 

E porque me chamais , Senhor , Senhor , se não fazeis o que eu digo ? 

Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras e as observa , eu vos mostrarei a quem é semelhante. 

É semelhante ao homem que edificou sua casa , e cavou e abriu bem fundo e , pôs os alicerces sobre rocha; e , vindo a enchente , bateu com ímpeto a corrente naquela casa , e não a pode abalar , porque estava fundada sobre rocha. 

Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre terra , sem alicerces , na qual bateu com ímpeto a corrente , e logo caiu ; e foi grande a ruina daquela casa.

2 comentários:

  1. Amigos,

    vejam que coisa linda a Lisana publicou nos comentários.

    "Era uma casa velha, precisava de conserto, reclamava uma reforma, uma pintura nova... Mas antes de tudo começar ele resolveu raspar das paredes a cor velha, um azul sujo e desbotado. Raspado o azul, surgiu uma cor rosa, mais velha ainda do que o azul, raspou-a também. Ai apareceu o creme, depois do creme o branco... Cada morador havia coberto a cor anterior com uma cor nova. E assim ele o fez, pacientemente, camada após camada. Queria chegar à cor original, que apareceria depois que todas as camadas de tinta fossem raspadas.
    Finalmente o trabalho terminou. e o que encontrou foi surpresa inesperada que o encheu de alegria. Mais bonito que qualquer tinta: madeira linda, maravilhosa cerejeira com seus veios formando sinuosos arabescos num fundo rosado..." Rubens Alves

    Este texto me fez pensar no caminho do peregrino quando recebe o chamado do mestre. É chegada a hora para iniciar o trabalho de raspagem das ‘cascas’ que foi criando em cada encarnação para poder retornar à sua essência. Através do conhecimento do seu Caminho de Origem começa a fazer a sua jornada de volta entendendo a importância e aceitando os seus karmas, as lições que deve aprender e os desafios que deve enfrentar. Assim, começa a tirar as cores que sua Personalidade, a convite da Alma, foi pintando em cada existência. Ele poderá encontrar muitos cinzas, marrons, pretos, e são justamente estas cores que exigem mais tempo para removê-las porque o aprendizado é mais doído, mas é o que traz a surpresa e enche de alegria.

    Abraços.
    Lisana

    ResponderExcluir