sábado, 8 de agosto de 2015

A historia de um chefe

Um Chefe teve um Impulso Criativo e chamou seus colaboradores diretos para realizar um projeto. A sra sensíbela, o Sr.Criare o Sr. Pedrosa.

Ele explicou tudo em poucas palavras, determinou quem iria fazer o que, qual o prazo que eles teriam e como deveriam entregar.

Enquanto o chefe falava, Sensibela manifestava um ar de preocupação. Já o sr. Criare se perdia nos seus pensamentos,  imaginado como seria o projeto, que tipo de imagens usaria, os acabamentos, cores e materiais, Pensou numa campanha de marqueting para divulgar o projeto internamente, a até organizar uma festa de inauguração.

Por sua vez o Sr. Pedrosa pegou um caderno e começou a anotar todos os detalhes, pontuando os itens mais importantes, fez alguns desenhos e algumas contas e fez varias perguntas para assegurar que estava tudo de acordo.

O chefe percebendo a preocupação da Sra. Sensibela, perguntou-lhe se tinha alguma dúvida. Então ela falou com certa timidez:  Será que vai dar certo mesmo, tenho minhas duvidas se esta é a melhor forma. Fico preocupada se as pessoas vão gostar destas novas medidas, será que não seria melhor fazer uma consulta ao pessoal? O que vocês acham, Criare e Pedrosa? Podíamos nos reunir mais tarde para analisarmos melhor e fazer algumas propostas...

Então o chefe diz com voz firme que nada será modificado e determina que sejam formadas equipes e o trabalho iniciado imediatamente.

A Sra. Sensibela  se junta com o Sr. Criare,  mas  o trabalho não rende devido a muita brincadeira e mudanças constantes.  Então ela procura o Sr. Pedrosa para trabalharem juntos, mas eles acabam se apaixonando um pelo outro e depois de algumas brigas se separam.

Então o Sr. Criare procura o Sr. Pedrosa e o trabalho finalmente começa a funcionar. As ideias brilhantes do Sr. Criare ganham forma nas mãos do Sr. Pedrosa que não deixa que o outro tire os pés do chão.

Ao Ver o trabalho o chefe acha bom, mas fica irritado porque eles descartaram muitos materiais que consideravam de qualidade inferior.  O chefe diz então que tudo deve ser aproveitado para que se obtenha a máxima eficiência pelo menor custo.
Então o chefe decide que todos devem trabalhar juntos. O Sr. Criare cuidando da Arte e criação, a Sra  Sensibela cuidando dos acabamentos para agradar as pessoas e o Sr. Pedrosa cuidando dos detalhes práticos e dos materiais a serem empregados, das contas, dos pagamentos e mantendo a ordem no projeto.

Enfim, o projeto ficou concluído e agradou a todos.

O Chefe volta para sua Sala e recebe uma comunicação do Seu Superior. Há sim, o chefe tem um chefe.

O Superior diz ao chefe que ele agora irá cuidar de outra missão.

-Você se saiu bem com este pessoal e agora vai liderar  uma equipe maior. Mas você não poderá agir mais como chefe, terá que conduzir a todos para que haja o consenso e que todos cresçam e trabalhem em equipe.

E lá se foi o nosso candidato a líder.  Ele começou tentando impor sua opinião ao grupo e teve sérios problemas e discussões, mas aos poucos foi aprendendo a lidar com a situação, a ouvir mais, valorizar as pessoas, ser cordial, simples, educado atencioso e até generoso.

O Líder fez um bom trabalho e ao final foi então chamado a presença do seu Superior. 

-Você fez um bom trabalho, tenho agora outra missão para você.

Percebo um ar mais delicado e sensível, Não tem mais aquele jeitão arrogante e superior de tratar as pessoas. Muito bom, pois você vai precisar de muita sensibilidade para este novo trabalho...

Você irá construir uma nova Ponte sobre as aguas para criar um novo caminho para nosso pessoal, e ao mesmo tempo treinar alguns lideres que lhe acompanharão neste trabalho.

É um trabalho muito delicado, que requer muita sensibilidade e firmeza. Você irá na frente criando as estruturas a medida que avança na construção da ponte.

O Lider demonstra preocupação com os planos do projeto que ele irá realizar, e pensa também em chamar seus antigos auxiliares.

O Superior lhe diz : Não meu amigo, agora você deverá realizar este trabalho sozinho. Você já sabe como age um sensível, um criativo e um pratico e não precisa mais deles. Não se preocupe, eu estarei sempre em contato com você lhe passando as instruções a medida que você avança. Precisa confiar em mim e seguir fielmente minhas orientações, manter o equilíbrio para que tudo fique bem.
E assim, a medida que projeto avança o nosso Líder, orientado pelo superior, vai se transformando em um mestre operário que constrói uma nova ponte enquanto ensina novos lideres que seguem seus passos.

Por fim, quando o projeto está concluído, o Superior se apresenta ao Mestre e o parabeniza pelo belo trabalho. A ponte está criada um novo caminho foi aberto para que muitos possam seguir por ele.

O Superior então diz  ao Mestre.

Meu filho, posso lhe chamar assim ?

Você fez um bom trabalho. Vejo que a sensibilidade, a Criatividade e a Firmeza aderiram definitivamente em sua Alma.

Chegou a hora de Ausentar do Trabalho direto.

Eu vou me aposentar ?


Muito pelo contrario, tem muito trabalho para realizar. Mas você agora irá ocupar meu lugar na Companhia. Será o Servidor para os Lideres, será sua voz, seu Conselheiro, Seu instrutor e Sua inspiração. Eles serão seus braços e seu corpo e tu serás aquele os orientará nos momentos de dificuldades, pois podes agora vislumbrar toda a dimensão de nossa empresa. Sabes que nossa companhia está em todo o Planeta e existem muitas outras divisões que eu tenho que cuidar. Mas fique tranquilo porque eu sempre estarei contato contigo e podes me chamar sempre que precisar.