quarta-feira, 15 de junho de 2016

Seminário de Inverno "Os Alquimistas estão chegando!" - 11 de junho de 2016

Seminário de Inverno Numerologia da Alma - São Lourenço, 11 de junho de 2016
"Os Alquimistas estão chegando!"
Casa de Gilberto e Flora


Olá!
Construindo um resumo coletivo para o nosso Seminário de Inverno!

Senti um clima de harmonia mágica, com uma sintonia fina entre os participantes. Mal nos levantávamos para beber água. Uma sede muito maior estava evidente na atenção a cada palavra do mestre Gilberto.

A alquimia não é converter um metal qualquer em ouro. Não é sobre bens materiais. A alquimia se refere a transformar a matéria em espírito.
Ou chegar ao tesouro espiritual através da manipulação adequada da matéria...

Os conflitos são meras projeções do "eu". O que uma pessoa fala é reflexo do seu próprio interior.

O primeiro milênio, regido pelo 1, guerras, controle, domínio violento. Entramos agora no milênio segundo, onde as relações de apoio, suporte, cuidado, servir, parcerias são favorecidas, é o momento do 2.

Respeito não é fazer "tudo o que seu mestre mandar". Respeito é ouvir e se posicionar. Quando algo não está de acordo com o que você pensa, vc deve se posicionar, deixar claro o que pensa. Discordar sem ofender, sem agredir = liberdade.

Causa e efeito. Agora é o momento de "limpar/virar a mesa" e enxergar dentro de si.
Limpar o canal de comunicação com os "anjos", com os mestres espirituais.

Ter coerência nos pensamentos, comportamentos, atitudes, ações.

A numerologia é um diagnóstico perfeito - "tomografia" do ser. Mestre Gilberto explica que ele faz o diagnóstico, mas quem trata é o terapeuta, o psicólogo. A importância dos cálculos perfeitos é grande. Fundamental também é fazer a leitura com isenção e sensibilidade, considerando os números e as relações entre eles no Plano da Alma. Ao fazer um mapa, é importante não se fixar na opinião que temos sobre aquela pessoa que achamos que conhecemos, mas olhar seus números em toda a amplitude de significados, sentidos e informações que eles trazem.

Em se tratando de Alquimia, estamos falando do número SETE. A caminhada até o número 7, o primeiro a sair das questões materiais, passou do 1 ao 6: eu, controle, 1; nós, retaguarda, harmonia, 2; criação, 3; estrutura, 4; mudanças, 5; estrutura em movimento (familia), 6. Falamos sobre convivência em família, respeito às diferenças. E no salto quântico do 6 para o 7, o desafio é trazer os valores e o conhecimento espirituais para a realidade, para o dia a dia.

O 8, ao invés de ganância e egoísmo no acúmulo de bens materiais, nos novos tempos será reconhecido como símbolo da capacidade de alcançar o equilíbrio entre o espiritual e o material. O 9 é a doação ao próximo, o desapego. O 9 se doa completamente, mas nao gosta de ser feito de bobo.

Trocamos experiências. Eu, particularmente, me lembrei de alguns episódios:

Na época da faculdade de jornalismo, quando fazia produção de um programa de TV, selecionei um professor de artes marciais para ser entrevistado. Uma semana depois ele matou uma pessoa. Me senti responsável por divulgar uma pessoa desse tipo sem ter pesquisado mais. Mestre Gilberto refletiu que essa "culpa" nao é minha, visto que seria praticamente impossível saber o que aconteceria, e sim uma sensação de "culpa" por não ter tido uma visao mais ampla (alma 9). Por outro lado esse episódio me marcou de modo que sempre pesquiso e investigo antes de divulgar algo (e procuro avisar da extensao da pesquisa).

A segunda história foi a aplicação da estratégia de não afastar quem pensa diferente, mas procurar entender de verdade, olhando bem a proposta do outro, dando a atenção/audição ao outro. Foi bem interessante, até divertido. Como estávamos com graves divergências políticas, desafiei meu marido a montar uma lista de ministérios, reduzindo os gastos do governo, como se fosse o presidente da república. Senti falta de uns tantos fundamentais e ia comentando. No final ficaram quatorze ou quinze. Ele foi ouvido e revimos um monte de ministérios e funções públicas fundamentais, criando uma base para discussões futuras (Como é complexo administrar um país...). Foi uma experiencia enriquecedora, e a "técnica" serve pra alinhar quaisquer opinioes divergentes... Simplesmente olhe de frente com respeito e coloque sua opinião.

Essa transposição da teoria para a realidade foi o que ficou pra mim desse seminário geladinho por fora e quentinho por dentro.
Os alquimistas estão chegando, o tesouro espiritual está sendo gerido e nós estamos fazendo parte da experiência!

Abraços afetuosos,
Silvia Fitti

















Fotos: Flora Maria e Maria Ritta